sábado, 13 de setembro de 2014

Resenha Eleanor & Park - Rainbow Rowell


AQUISIÇÕES BIBLIO SAMBAQUY

ROWELL, Rainbow. Eleanor & Park. São Paulo: Novo Século, 2014. 


Sinopse: Eleanor & Park é engraçado, triste, sarcástico, sincero e, acima de tudo, geek. Os personagens que dão título ao livro são dois jovens vizinhos de dezesseis anos. Park, descendente de coreanos e apaixonado por música e quadrinhos, não chega exatamente a ser popular, mas consegue não ser incomodado pelos colegas de escola. Eleanor, ruiva, sempre vestida com roupas estranhas e “grande” (ela pensa em si própria como gorda), é a filha mais velha de uma problemática família. Os dois se encontram no ônibus escolar todos os dias. Apesar de uma certa relutância no início, começam a conversar, enquanto dividem os quadrinhos de X-Men e Watchmen. E nem a tiração de sarro dos amigos e a desaprovação da família impede que Eleanor e Park se apaixonem, ao som de The Cure e Smiths. Esta é uma história sobre o primeiro amor, sobre como ele é invariavelmente intenso e quase sempre fadado a quebrar corações. Um amor que faz você se sentir desesperado e esperançoso ao mesmo tempo.

Já deixei a adolescência para trás há alguns anos e embora muitos leitores adultos torçam o nariz para os livros YA – jovem adulto - eu ainda os leio eventualmente. Existem YA primorosos, embora não seja o caso da grande maioria, é necessário saber separar o joio do trigo.

Aventuradamente topei com um deles. Eleanor & Park apareceu em minha vida por meio do lançamento de outro livro da autora. O tal lançamento era Fangirl e em breve estreará resenhado por aqui. 

A autora Rainbow Rowell é natural dos EUA, e além dos dois livros citados acima escreveu Attachments, que foi seu livro de estreia.

A história se passa na década de 80 e o livro é repleto, do início ao fim, de citações musicais, trilha sonora perfeita que por si só vale a leitura. Não bastasse isso, temos os protagonistas que dão título a obra.

Eleanor subverte totalmente a futilidade de muita obra destinada à jovens, ela não pertence ao padrão de beleza por assim dizer, ela é uma garota gorda, cita-se várias vezes no livro o quanto é uma Garota Grande. Uma big girl. E ela é mesmo em todos os sentidos. Sofre bullyng na escola por conta do peso e sua família passa por dificuldades financeiras e emocionais. Sua mãe e irmãos vivem à sombra do terror de seu padrasto, um verdadeiro monstro. Ainda assim Eleanor é uma heroína, um exemplo pra vida.


[...] - Você não liga para o que as pessoas pensam de você.
- Tá louco? – ela perguntou. – Eu ligo pro que todo mundo pensa de mim.
- Não dá pra perceber – ele disse. – Você parece tão segura, não importa o que aconteça ao redor. Minha avó diria que você é bem resolvida.
- Por que ela diria isso?
- Porque é assim que ela fala.
- Eu sou é bem confundida – ela disse. – E por que estamos falando de mim? A gente tava falando de você[...] 

Park é um garoto passando pelos problemas típicos de sua idade, busca por identidade, foge dos holofotes, pois tem pra si que o fato de ser “mestiço’ (meio caucasiano meio coreano) já é desabonador o suficiente em uma escola de ensino médio. Apesar de todo seu esforço em não se aproximar de Eleanor, pois a seu ver ela é um alvo ambulante acaba se apaixonando por ela.

A autora tem uma escrita divina, utiliza-se de uma técnica sublime com a narrativa em terceira pessoa estruturada em paralelo, assim sendo, a história é contada por meio dos pontos de vista dos dois protagonistas. O livro é narrado hora por Park hora por Eleanor, alternando as vezes capítulos, as vezes parágrafos e centra-se nos problemas de Eleanor e como o relacionamento deles a ajuda a superá-los.

"[...] Segurar a mão de Eleanor era como segurar uma borboleta, ou um batimento cardíaco. Como segurar algo completo e completamente vivo." (Park).

A história é linda. Sem clichês. Tem um final surpreendente e eu super recomendo MESMO!



Uma das playlists que pipocam pela net baseada no livro. Bjs.


Playlist Eleanor & Park



UPDATE:


DreamWorks Studios Comprou os direitos do livro pro cinema. :)

7 comentários:

  1. Que bom que curtiste gata! Curti teu blog tbm. Bjs.

    ResponderExcluir
  2. "eu sou bem confundida" sim eu sou igual a ela rsrs, amei a resenha, ainw que vontade de ler esse livro
    beijos blogdaxavier.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me identifiquei muito com ela. Obrigada pelos elogios linda, eles são força motriz pro trabalho continuar. Teu blog tbm é lindo. Bjão.

      Excluir
  3. Escuto tanto falar dessa autora e dos seus Livros que querooo muito conhecer a forma de escrita delaaa! Estou ansiosa para ler algum livro dela!
    E essas capas são lindas! *-*
    Beijinhos e até! :)
    Sou do Blog:
    http://worldofmakebelieveblog.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia! Esse livro é muito fofo. Tu irás amar. Só dá uma Ressaquinha e uma saudade nostálgica. Os personagens a gente leva no peito pro resto da vida. Enfim, o tipo de livo que vale a pena ler.

      Excluir
  4. AInnn... mu xodó! AMO este livro, fiquei babando por ele e fui surpreendida mto positivamente pela escrita da Rainbow. Aliás, tb o resenhei e fiz uma playlist baseada nele, se quiser dar uma olhada, tá aqui: http://livroarbitriodotco.wordpress.com/2014/10/23/eleanorpark/

    ResponderExcluir